Precioso Drama

          Você já pode me entristecer. Eu sou acostumado com dores, eu gosto de trocar dores antigas por novas, isso me faz um bem de tão ruim. 
         Você pode segurar minha mão. Podemos cantar juntos, deitar na grama e ver o céu cinza daqui.  Pra se sentir assim. Em um ritmo. Do coração. Pulsante, que bate. Por dois.          Só não me diga promessas sinceras, estas são as piores e talvez sejam o motivo de tanta dor no mundo. Hoje em dia, tu sabes, poucos são os que duram. E eu que já não posso prometer mais nada, ninguém pode. Vamos nos enfeitar de mentiras boas, como um anúncio de jornal que é esquecido segundos depois de visto. Te digo que estou feliz, porém trate de doer sentimentos em mim, eu gosto de drama, eu gosto de preocupações.          Me corrói saber que tudo está tão bem, que tudo está fluindo a caminho de uma felicidade que não existe pra ninguém, mas está bem.
          Me sufocam os sorrisos sem pausa dramática, e como peças de teatro que causam a grande reviravolta no final, eu quero poder sentir um medo. Mas aquele medo de amor, que só faz ter mais certeza que esta é a dor certa, que nenhuma dor é tão boa quanto a nossa.                                                            
                                                                                                                 —Lucas Murillo




     Para saber mais sobre o escritor do texto:
     Twitter: @murillosnp
     Instagram: @murillosnp
     E sigam ele no facebook Clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *